quarta-feira, 14 de junho de 2017

Chimpanzés também amam: a linguagem das emoções na ordem dos primatas

Se você tem interesse em comportamento humano e animal, vou deixar o resumo e o link da íntegra de um excelente trabalho, de autoria da professora Eunice Ribeiro Durham, que trata da questão natureza - cultura e faz um paralelo entre o comportamento, especialmente o emotivo, do homem e dos chimpanzés, apesar de ser um artigo até certo ponto antigo, vale muito ser estudado com atenção, boa leitura.

RESUMO - O objetivo deste artigo é o de chamar a atenção dos antropólogos para novos desenvolvimentos das ciências biológicas como os da Neurobiologia, da Primatologia e da Etologia, assim como os estudos recentes referentes à evolução. O resultado destes trabalhos recentes devem promover uma revisão das pressuposições antropológicas presentes na clássica oposição entre natureza e cultura. Este problema geral é analisado através de uma comparação entre homens e chimpanzés, a qual focaliza os componentes emocionais de comportamento dessas espécies, mais especificamente ainda, o artigo privilegia a análise do comportamento ''amoroso'', incluindo o sexual, e aquele presente nas relações entre mães e filhos, irmãos e amigos. Além disto, o trabalho também analisa a importância dos componentes emocionais para a constituição e preservação dos grupos sociais. Uma breve menção é feita quanto a hierarquia, agressão e alianças políticas. A comparação efetuada levanta questões referentes o incesto, à homossexualidade e o casamento, envolvendo um diálogo com a Psicanálise. 

Eunice Ribeiro Durham
Professora aposentada do Departamento de Antropologia-USP
Coordenadora do NUPES-USP