quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Os animais e a zoologia na escola

Uma das temáticas de muito interesse dentro do espectro das Ciências Biológicas é, sem dúvida, a Zoologia. Área extremamente complexa e rica de significados é uma das mais “festejadas” pelos alunos. Conhecer a anatomia, a fisiologia e principalmente o comportamento dos animais traz muita satisfação ao corpo discente. Estes podem vivenciar experiências ao estudar os animais, principalmente os das zonas rurais, que fazem parte do seu cotidiano ( SANTOS; TERÁN, 2013).
Entretanto, estudar apenas os aspectos biológicos dos animais não é o suficiente, notadamente numa sociedade onde os mesmos são vítimas das mais diversas formas de violência. Precisa-se avançar nas questões ético-etológicas e fazer a crítica de vermos os animais como objetos ou mercadorias.
Com os avanços da neurociência cognitiva animal, já se sabe que muitos dos sentimentos humanos, como dor, tristeza, alegria, irritação, ansiedade, estresse, ciúmes, empatia etc., são compartilhados pelos animais não-humanos.  Como se pode atestar na Declaração de Cambridge sobre a Consciência Animal (2012), neurocientistas renomados, como Philip Low, afirmam que até mesmo a consciência faz parte do repertório cognitivo de muitos animais não-humanos. Portanto, tratá-los como objetos ou mercadorias é um sério problema bioético que a humanidade precisa resolver.


     
REFERÊNCIAS

LOW, Philip et al. Declaração de Cambridge sobre consciência animal. Disponível em http://fcmconference.org/. Acesso em: 04 de set. 2014.

SANTOS, S. C. S., TERÁN, A. F. Condições de ensino em zoologia no nível fundamental: o caso das escolas municipais de Manaus – AM. Areté - Revista Amazônica de Ensino de Ciências. Manaus, v. 6, n. 10, p. 01-18, jan-jun, 2013.

SILVA, Edson José da. Os animais no livro didático de biologia: considerações éticas e etológicas. Paper,  Indaial - SC: Uniasselvi, 2015.